Páginas

domingo, 30 de setembro de 2012

Mãe.

Os tesouros da terra
São de pouco valor
Comparados ao ser que gera
Carinho, paz e amor!

O mundo só é melhor
Neste corre-corre diário
Pelo fato de não estar só
Por ter alguém do meu lado!

Ás vezes fica nervosa
Com alguma coisa que faço
Mas por ser maravilhosa

Perdoa-me e dá um abraço
Por ser no jardim de Deus a rosa
Que sempre guia os meus passos!

A pureza da emoção.

Você é sonho e paz
Que realiza o coração
No desejo que refaz
A pureza da emoção!

Você é tudo que se deseja
O sonho traduzindo cor,
O desejo que só almeja
O mais puro amor!

Você é por certo que sim
Algo que não ouso descrever
E nunca que teria palavras

Mas, esteja certa que enfim
No caminho existe você
Para iluminar a jornada!

Creio.

Por ter encontrado a vida,
Creio na vida!
Por ter encontrado alegria,
Creio na alegria!

Por ter encontrado amor,
Creio no amor!
Por ter encontrado você,
Creio em você!

Por ter renascido em mim
Algo que não chegou a morrer,
E finalmente creio em mim

Por ter encontrado você
Que conseguiu fazer
Que eu visse algo tão belo assim!

sábado, 29 de setembro de 2012

Fúria.

Tanto tempo que se passou
E este amor que nunca morreu
Não sei como agora retornou
Com a mesma fúria em que se perdeu!

Tantos dias se passaram,
Tanta dor que foi sentida,
Tantos sonhos acabaram
Mas, não acabou com a vida!

Tanto eu quanto você
Fugimos do mesmo ardor
Que nos vimos a envolver

Com todo o nosso calor
Que nos vimos a querer
Renegando a nós este amor!

A estranha

Ela entrou no meu quarto
prometendo paz e alegria
cheirando a perfume barato
naquele hotel de cidadezinha!
E ficamos um bom tempo brincando,
cobrindo o corpo dela com o meu,
enquanto eu a estava olhando
sem sentir ela adormeceu!
Tomado pelo prazer e cansaço
finalmente pude em paz dormir
ela passou por mim o seu braço
foi então que satisfeito adormeci.
de manhãzinha acordei assustado

ela não estava mais do meu lado!

Até a próxima vez.

O brilho do seu olhar
Faz-me perder o sentido,
E se tento me reencontrar
Encontro-me ainda mais perdido!

Busco sem entender qual motivo
A mim leva até o seu olhar
E se penso ter o sentido
Não consigo me encontrar!

E nestas loucas alucinações
Entre me perder em seu sorriso
Ou a beleza de seu olhar

Sei apenas que as emoções
São tantas que a mim dão o motivo
Para que eu continue a lhe procurar!

Aos mestres.

Por maior que seja a riqueza,
O ouro por si só não tem o valor
Que é a suprema grandeza
De ser um professor!

A pessoa por maior fortuna que ostenta,
Por maior luxo, glamour, status e galardão
Pode valer apenas por que acha que aparenta
Mas não valerá quanto quem passa uma lição!

Poderá o mundo inteiro ruir
Na pior batalha que possa haver na terra
Dessas que não deixe um único valor

Porém, sempre irá e precisará existir
Na memória de quem quer a paz ou a guerra
A lembrança amigável de um ou outro professor!

Sonho feliz.

Não quero o canto encantado
Com voz melodiosa e triste
Quero apenas me ver ao lado
Daquilo que de mais belo existe!

Quero o sonho feliz
Que faça a gloria de viver
Atenuando o tom do matiz
Que poucos sabem ver!

Quero cantar o canto
Que exalte o amor á vida
De maneira a vencer o pranto

Por ver que minha querida
É a maneira que encontro
De superar as feridas!

Sonetinho besta.

Todos os que têm na vida um ideal
O seguem como se fosse lei, eu não!
Tudo aquilo que desejo
Não vale a riqueza da terra

Nem a devastação do planeta!
Este é mais um momento em que vejo
Que para não agir feito fera
Faço mais este sonetinho besta!

Tudo aquilo que quero
Não é meu, nem é de ninguém,
Mas, eu quero assim mesmo

Por que sempre me desespero
Por não ter no caminho um alguém
Que me livre de viver á esmo!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Alguns homens

Alguns homens não sabem amar
por não aprenderem quando podiam
e hoje vivem tristemente de vagar
amargando dores do quanto sofriam!
Alguns homens jamais tiveram
o amor sincero de uma mulher
e em contrapartida se perderam
sem carinho, atenção e fé!
Alguns homens bebem para esquecer
a amargura dos dias tristemente passados
sem terem o respeito ou mesmo bons amigos
e vagam naquilo que dizem que é viver
mas, na bebida é que tem um triste amparo
vagando sem rumo por aí feito mortos vivos!

Alguns garotos

Alguns garotos neste país se bem me lembro
nunca tiveram a oportunidade de um trabalho
passando pelos dias de Janeiro a Dezembro
e nunca comemoraram com os amigos um salário!

Alguns garotos veem no tráfico de drogas
a chance de prosperarem no meio social
só que a dura realidade a todos eles afoga
ao levarem uma vida bandida de marginal!

Alguns garotos querem viver nos caminhos do bem
só que o meio cruel em que vivem os engana
com luxo e riquezas de sonhos falidos

sem perceberem que nas escolas seriam alguém
sem necessidade de viverem dias soltos outros em cana
por não alimentarem os discursos vazios dos políticos!

Alguns meninos.

Alguns meninos nascem marcados
por uma cruel, fatídica e social tragédia
e no caminho serão assassinados
estejam nos guetos, condomínios ou favelas!

Alguns meninos esquecidos na sociedade
terão sonhos, prazeres e poucas alegrias,
pouquíssimos chegarão a puberdade
vítimas inocentes ou não de balas perdidas!

Alguns meninos sequer terão uma Mãe
vítimas frequentes da desigualdade
que atropela e assalta o país todos os dias,

e nunca saberão se há quem os acompanhe
nem mesmo ao se depararem com a fatalidade
dos discursos políticos e fúteis da hipocrisia!

Atrás do vento.

Não corra á toa atrás do vento
ele não tem lugar certo para passar
é como os sintomas do mal sentimento
com eles não se chega a nenhum lugar!

Tudo o que você faz volta e volta
num círculo vicioso que não tem fim
e se a felicidade bateu na sua porta
ela não o espera no jardim!

Seja o dono absoluto de sua vida,
cuidado com comandos mentais
que visam apenas dominarem você

enquanto sua ação passa despercebida
eles tentam anular e subtrair sua paz
por acreditarem que não sabe o que fazer!

A igreja do impossível.

Por ter nascido com preguiça de raciocinar
dependendo sempre que o façam por você
busca pela verdade desesperadamente comprar
mesmo sentindo que só mentiras vão lhe vender!

Procura angustiosamente pelo livro da sabedoria
querendo que alguém se salve e o leia por você
e possa livrá-lo da dor, da angústia e da agonia
de não conseguir olhar dentro do próprio ser!

A sua moralidade desviada e distorcida
o leva buscar por caminho de resultado
cujo valor é dúbio e totalmente discutível

sabendo que sua falta de luta não gera vida
e o faz vagar triste, só e amargurado
crendo nas mentiras da igreja do impossível!

Vitória

Você não nasceu para o fracasso,
você não nasceu para a derrota,
lembre-se que de passo em passo
você constrói a sua vitória!
Você nasceu para a prosperidade,
nasceu para ser muito feliz
por que sua mente com serenidade
sabe a sua razão de existir!
Você não nasceu para o sofrimento,
você não nasceu para a dor,
você não nasceu para a agonia,
você tem a felicidade por merecimento,
você tem que despertar para o seu valor
lembrando que sua vitória nasce no dia a dia!


Namastê - Mauro Antonio Evaristo - Quatro Barras. PR: 
Editora Protexto. 2013. vi, 102 p.: 21 cm. Pág.: 98

ISBN:97-885-7828-401-5

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O balde.

Mais uma vez estou correndo
dando murros em ponta de faca
mesmo ao ver quem está me batendo
não deixo perceberem a minha lágrima!

Cansado de tanta pasmaceira
por trocar meia dúzia por cinco
vou empurrando peso com a paleteira
enquanto analiso o que sinto!

Ao ver tanta mesmice e incoerência
na luta vã e desesperada do trabalhador
que precisa urgente de uma melhora

procuro desesperadamente por luz e sapiência
que me dê um pouco de motivo e valor
para que eu não chute o balde e vá embora!

Pérolas

Cansado de ficar empurrando paleteira
sempre trocando meia dúzia por seis
busco pérolas no meio de tanta besteira
lutando para não perder a lucidez!
Todo dia para mim é a mesma história
busco a eterna satisfação no trabalho
que se não me falha a memória
nunca representa o que valho!
Vejo por aí tantos sábios no anonimato
enquanto paga-se muito á quem não diz nada
no instante em que a vida corre sem ninguém ver
sabendo que cada palavra é um desacato
para quem luta, se mata e muito trabalha
sem o valor que tem para merecer!


Namastê - Mauro Antonio Evaristo - Quatro Barras. PR: 
Editora Protexto. 2013. vi, 102 p.: 21 cm. Pág.: 98

ISBN:97-885-7828-401-5

Seguindo o tempo.

Não sei se sigo o tempo
Ou se ele segue a mim
Só sei que meu sentimento
É um descontrole sem fim!

Sei que sigo um caminho
Que não é meu por direito
Mas quando se está sozinho
Não há como ver nada perfeito!

Vou buscar o sentido
Do sonho sonhando em vão
Feito criança que chora

Por ver que meu sorriso
Não mostra minha emoção
Por você ir embora!

Este amor

Talvez você não acredite
Mas devo lhe confessar
Pois este amor que existe
Faz tempo que se vê a sangrar!
Oh! O amor que tenho agora
Há tempo que vive em mim
E não é por ter vindo embora
Que ele chegará ao fim!
As terras por onde ando
Não sei se um dia voltarei
Mas é certo o que direi:
“esteja certa que a amo
Como nunca amei na vida”...
Chato foi lhe encontrar na partida!

Soneto em vão.

Sou a força de um destino
Vibrando a sua ira,
Sou o corsário assassino
Que todo o ódio destila!

Sou o adeus da chegada
O idílio fraco e triste
Na agonia da madrugada
Que perdido á esmo persiste!

Sou quem sabe talvez
O soneto criado em vão
Trazendo a destruição

Que o homem sem lucidez
Cria para o planeta terra
Ao gerar esta inútil guerra!

Um pássaro.

Certa vez um pássaro
Deixou cair na terra
A semente do seu bico
E chegou a primavera!

A semente foi bem acolhida
E a natureza a fez germinar
Com força e resistência
De quem vive para lutar!

Aos poucos com o carinho do sol
E a dosagem do tempo
A semente virou planta

Crescendo rumo ao céu
Enfrentando a fúria dos ventos
Por ter o nome: “esperança”.

Desperta

Esta doença que você chama de amor
só lhe trouxe mágoas e aborrecimentos,
você pode até reclamar que só teve dor
mas, ela existe pelo seu consentimento!
Você precisa urgentemente se libertar
desta enlouquecida ilusão e magia,
com suas próprias pernas caminhar
em busca de paz e da luz do dia!
Seja você a dona de sua própria vida,
não deixe que lhe digam o que fazer,
aprenda que quem ama de verdade liberta,
aproveita a mágoa e a dor das feridas
que por fim acabaram de abalar você,
aproveite o tapa na cara e desperta!



Evaristo, Mauro Antonio. In: Namastê, Página 70. Editora Protexto, Curitiba, Pr. 2013.

Original

Eu sei que tudo eu sinto por você
Nenhum outro sentirá igual
E saiba, minha musa ,que até para viver
Longe do seu olhar serei original!
Contarei as estrelas,
Mas isto, todo poeta faz
Porém só eu sei o prazer de vê-la
E isto só a mim apraz!
Comporei o soneto
Como todo e qualquer cantor
Mesmo sem voz eu cantarei
Com tal força que lhe prometo
Não haverá no mundo amor
Que seja maior do que lhe darei!

Confissão.

Sei que fui eu que errei á toa
E ao errar souculpado e réu
Mas, sei que és meiga e boa
E não me condenarás ao léu!

Sei que as minhas palavras
Formam um jogo de perigo
E se estás assim magoada
Creia que é mais triste meu sorriso!

Errei sim, por acreditar
Na liberdade de um sonho
Que tenho da forma que componho,

Mas, creia que não quero te magoar,
É que eu me descontrolo
Quando contemplo teus olhos!

sábado, 22 de setembro de 2012

Algumas mulheres

Algumas mulheres que conheci
acreditam piamente no amor,
sabem que para ser feliz
é preciso ser mais forte que a dor!
Algumas mulheres que encontrei
trabalham e lutam por um novo dia
por saberem que serem amadas é de lei
mas, não alimenta barrigas vazias!
Algumas mulheres neste mundo
sabem o valor da fé e da força
que agiganta os corações
e amam á nobres ou vagabundos
com um amor que não as deixam loucas
por serem elas donas da própria emoção!

Nos idos da emoção.

Tens por certo, querida,
A rota de meu destino
No qual meu desejo de vida
É ser teu eterno menino!

És por certo, oh! Musa,
A rainha de meu coração
Que por ti é todo súplica
Nos idos do coração!

Sou quem sabe, oh! Deus,
Aquele que em si mais te ama
E eterniza o ardor da chama

Capaz de ser aos olhos teus
Um doce e meigo menino
Que sonha em estar no teu destino!

Das coisas

Das coisas que você já aprontou
a pior foi ter covardemente me deixado,
deixando em meu peito uma dor
tal e qual se tivesse me apunhalado!
Hoje me recuperei e estou na luta
e desejo que você seja muito feliz,
que tenha com quem ouvir suas músicas
esquecendo tudo que vivemos juntos aqui!
Das coisas que você nesta vida já me fez
a melhor delas foi covardemente ter me deixado
por que doídamente aprendi que o verdadeiro amor
jamais faz alguém que ama de corpo e alma sofrer
e pagar o alto preço que paguei no passado
pois quem ama tira os espinhos da flor!

Algumas meninas.

Algumas meninas não têm bailes de debutantes
mas, sempre comemoram chás de bebês
por muitas delas já estarem gestantes
sem saber um ofício para o sobreviver!

Algumas meninas bebem mais que os homens
e saem ás noites de bar em bar,
transam com quem nem sabem o nome
e sem se importarem no que vai dar!

Algumas meninas conhecem o primeiro filho
sem terem conhecido o primeiro emprego
e acham tudo isso tão natural,

perdem novas o entusiasmo e o brilho
enquanto as campanhas do governo
oferecem camisinha no carnaval!

A força do coração.

Em todos os poemas que fiz
Há sempre uma resolução.
Eu sou e serei feliz
Pela força do coração!

Hoje sei que meus desejos
Vão muito além de mim,
Desde a força de um beijo
Até a flor do jardim!

E assim sigo na vida
A doce ventura de viver
Todos os sonhos que eu possa ter,

Com a doce meta pretendida
De saber que meu amor
Levar-me-á além de onde eu for!

Os olhos do tigre

O mundo no qual sobrevivo
É de lutas diária e constantes
Nas quais um bom amigo
Vale mais que diamantes!
Faço meu inesperado destino
Na luta ao lado dos meus iguais
E não saio magoado ou ferido
Nem abandono meus ideais!
Eu sei que na vida um dia
Por certo terei que estar
Num caminho onde jamais estive
E minha força contra a agonia
Com esta imensa vontade de lutar
Estará fixada sempre nos olhos do tigre!